Browsing: Resenha

Resenha
0

Joelho de porco e promoção de chope

Por Caio Barbosa O fato de gostar e trabalhar com botequim nos dá algumas obrigações sociais que, claro, cumprimos com bastante prazer. Quem me acompanha no dia a dia sabe…

Resenha
0

Então é Natal no botequim

Neste Natal, dê uma aquarela de batidas de frutas de presente. Ou encomende um pernil para quem você ama. Quer levar para a festa o petisco do Bar da Frente…

Resenha
0

A arte do pastel em cartaz

Por Pedro Landim Não tem idade, religião ou classe social: pastel pega um, pega geral. Todo mundo cai dentro da massa crocante deste símbolo da botecagem, peça concorrida dos balcões…

Resenha
0

Bar do Omar é encanto para todos

Por Caio Barbosa Um dos bares mais queridos e charmosos da cidade, daqueles botequins de primeira categoria, o Bar do Omar, no Morro do Pinto, caiu no gosto de muita…

Resenha
0

A Pedra da Picanha no Grajaú

Por Pedro Landim Ela é conhecida como Pedra do Andaraí, mas por aqui pensamos em redigir um ofício sugerindo a troca de nome. Pico da Picanha, pode ser? Para começar,…

Resenha
0

Põe na Quentinha contra o desperdício

Ração humana é o cacete. Carnaval de verdade se faz com solidariedade, dignidade e inclusão social. E a festa promete belezas mil neste sábado (18/11), quando o bloco gastronômico e…

Resenha
0

Pós-praia nota 10 no Bar do Momo

Por Caio Barbosa Verão e férias escolares batendo à porta, aproveitei o feriado para fazer um evento-teste após a praia. Fugi da lotação e do caos nas biroscas da Zona…

Resenha
0

Rodízio na Noo é comida de mãe

Uma das melhores notícias gastronômicas da cidade no último ano está de volta: o rodízio de comida caseira do Noo Cachaçaria. Inspirada no imperdível Dona Mariquinha, de Friburgo, Vanessa Marzano,…

Resenha
0

Bar Brasil reina aos 110 anos

Por Caio Barbosa Que a situação não está fácil para ninguém, não é novidade. O que tem de botequim tradicional fechando as portas não está no gibi, vide o emblemático…

Resenha
0

A plantação de jiló do Cachambeer

Por Pedro Landim É o facho verde da esperança, uma luz que ilumina os caminhos no botequim. Por vezes renegado, mas fortalecido pelo genuíno sentimento daqueles que para eles erguem…

1 2 3 4 5 6 9