Sobre    Contato

Skol Hops tem mais lúpulo: é verdade esse bilete?

0
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Lúpulo, a flor verde e aromática da questão

Por Bruno Souza, publicitário e cervejeiro caseiro

Há algumas semanas a Skol lançou a Skol Hops, que promete ser a sua cerveja com uma adição “mais generosa” de lúpulos. Desde então ela é pauta na maioria das mesas de botecos e rodas de cervejeiros caseiros.

Pra quem não conhece, o lúpulo é um dos ingredientes básicos para se fazer uma cerveja. Juntam-se a ele a água, o malte e a levedura.

O lúpulo, além de dar o amargor característico da cerveja, também traz o aroma e ainda propriedades bacteriostáticas, que protegem a cerveja de estragar facilmente. No mundo, existem dezenas de espécies de lúpulos e cada uma com características de sabor e aroma distintos – do amadeirado ao floral, do cítrico ao herbal.

Skol Hops: a cerveja vai vingar no mercado das ‘industriais’?

A discussão se divide em dois públicos: os que entendem mais um pouco sobre cervejas artesanais e os que apreciam somente a boa e velha loira gelada.

A aparência é exatamente a mesma da Skol ou de qualquer cerveja ‘mainstream’. Somente pela aparência não é possível notar qualquer diferença. O aroma muda um pouco, mas beeem pouco. Percebe-se muito sutilmente o aroma de lúpulos florais e cítricos. É tão sutil que, numa escala de intensidade de 0 a 10, eu daria 2. Podemos falar o mesmo para o gosto. Leves notas desses lúpulo florais e citricos aparecem lá de longe.

Particularmente, não é o tipo de cerveja que eu passarei a beber, mas sou um cervejeiro antigo, faço cerveja desde 2014 e comecei a me interessar (digo, beber) cervejas ditas “diferentes” há quase dez anos. A minha régua acaba subindo e me deixa mais exigente. Isso não quer dizer que em um bar com amigos, tendo ela como opção “lupulada”, eu não beberia.

Concordo com a Skol que é preciso falar sobre lúpulo. Colocar e vender lúpulo para a massa, na minha humilde opinião, é um grande passo para apresentar atributos novos que uma cerveja pode ter para a grande maioria dos consumidores das tradicionais cervejas.

Garrafão de 600ml busca espaço nos botequins

Aposto que se a moda pegar, veremos em breve os clássicos “brahmeiros” pedindo uma IPA em algum festival de cervejas artesanais e, quem sabe, até se arriscando a fazer cerveja em casa.

Vamos falar mais de lúpulo e por que não, de maltes especiais, ales, lagers, lambics, trapistas, defumadas…

Ah, e o mais importante do mundo cervejeiro: beba! Sem preconceitos, beba. Horas de copo te darão uma experiência gustativa sensacional. Saiba moderar e degustar.

Grande abraço e um brinde!

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Compartilhar:

About Author

Leave A Reply

2 × dois =